Veio viu e ficou

Tenho um amigo
Que agora mora
Na praia dele
Busca canto definitivo
Como se o infinitivo
Fizesse alguma
Diferença ao gesto

Ele sempre foi
Ao sabor das ondas
Sempre será
O que se decide
Na hora
Do agora

Ele é meu amigo
Simples gesto
Sempre perto
Do campo das ondas
Que batem solitárias
Nas vontades
Que temos
Ao viver.

« Voltar