A importância de viver à flor da pele

Há quem julgue imaturidade, existem ainda os que não compreendem de tão práticos, econômicos ou racionais, porém aprendi que é fundamental viver com a parabólica ligada, com os pelos do braço levantados. É uma forma intensa de ser quem eu decidi. É um jeito fácil de amar e me apaixonar todos os dias.

Confesso que é um processo. Primeiro vem o entendimento da culpa de ser assim, afinal esta nos carrega num caminho da raiva que pode levar a fins indesejáveis. E essa raiva hulkiana nos conduz ao abismo de perder a razão que, em última instância, nos carrega para a dor emocional. Sei que foi complicado chegar a este pensamento cheio de emoção e racionalidade. Mas viver é filosofar atentamente.

E, atento que procuro estar, sigo me entregando ao sabor das marés e, ainda que com o leme em mãos, abdiquei do controle e do convencimento. Até porque têm coisas que não residem em mim, não me pertencem e não são minhas para dizer certo ou errado.

Tudo que espero na carreira e no amor não separo. Sou um só, um sujeito à flor da pele. Feito da beleza de se parecer humano. Feito da alma de uma criança que decidiu pra sempre aprender. Feito do corpo de um homem que deseja a cada segundo a plenitude do prazer. Nós homens somos tão intensos quanto as mulheres que conferem ao mistério a vontade de amar.

Por isso, só amo o que me cativa. Só me cativa o que me aceita. Só me aceita quem procura me compreender e, desta maneira, desperta minha admiração. Afinal, cumplicidade e companheirismo são reflexos desta profunda admiração.

Aliás, insisto em repetir esta palavra: admiração. Admiração de beleza, de inteligência, de repertório, de gestos, de sinceridade e de plenitude. Se encontre completamente antes de tentar me conquistar. Encontrada que está seja admirável e venha quente, pois vou me amar ainda mais em você, você em mim. Um círculo virtuoso de entrega, parceria e bem-estar.

No entanto, enfrentamos lá nossos percalços ao viver desse jeitinho, nosso jeitinho. E ainda que você esteja mais e mais perto, antes de aparecer saiba: minha casca não é grossa, pois minha pele é fina para sentir melhor.

Ao atravessar minha porta, tenho a certeza que fará sem medo. Liberta do que lhe impuseram e me encontrará com olhar de árvore amarrada à vista da janela. Tudo porque esperei aqui até agora por mais alguém que entendesse a importância de viver à flor da pele. Podemos, então, virar nuvem de realização. A felicidade de amar e de nos apaixonarmos todos os dias.

« Voltar